quinta-feira, 16 de junho de 2011

Prefeito de São Gonçalo dos Campos explica saída da política em entrevista

imageFurão explicou na entrevista porque vai deixar a politica
Com a justificativa de cuidar dos negócios da família e por em prática outros projetos pessoais, o prefeito Antônio Dessa Cardoso, informou que a decisão de deixar a política já estava tomada há mais de um ano.

Durante entrevista na Rádio São Gonçalo AM 1410, na sexta-feira (03), Furão, como também é conhecido, explicou que não vive do que ganha na política e precisa se dedicar às atividades profissionais para que não acabe como outros políticos da região, que ao sair da política, ou deixar o mandato, passam por dificuldade financeira.


Na ocasião o prefeito citou alguns políticos de Feira de Santana e Conceição da Feira que hoje passam por essa dificuldade e avisa que a decisão é definitiva. "Preciso pensar na minha vida pessoal e profissional, pois é de onde eu tiro o sustento para manter a minha família", informa.


Na questão da sucessão municipal de 2012, Furão diz aos pré-candidatos que podem seguir com seus trabalhos. "Quem quiser se movimentar no grupo, pode se movimentar. Não vou lançar candidato, irei apoiar o escolhido pelo grupo. Se fosse para lançar candidato, eu mesmo seria", conta.


Ainda em relação à sucessão municipal o prefeito considerou que, "só vou votar em alguém que tenha competência e responsabilidade com o município de São Gonçalo. Não basta só ser do grupo. Vou deixar a Prefeitura com salários de funcionários em dia e com os serviços finalizados".


Os candidatos a vereadores, tanto os que irão disputar a reeleição, quanto os novos candidatos também terão o apoio do prefeito. "Irei apoiar os candidatos a vereadores novos e os que compõem minha bancada na Câmara Municipal, pois o apoio deles foi muito importante para a minha administração".


O prefeito também informou que o deputado Targino Machado, que é seu líder político e que teve grande importância para a sua eleição em 2008, vem tentando fazer com que ele mude de idéia.

"Ele me disse que só vai se envolver na eleição para prefeito de são Gonçalo se o candidato for eu. Serei eternamente eleitor e colaborador do deputado Targino Machado", finaliza Furão.